No dia 16 deste mês, em Brasília, DF, uma Comitiva da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE) e líderes religiosos de 29 entidades do Brasil, entre elas a Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil (IPRB), na pessoa de seu presidente, Pr. Advanir Alves Ferreira, foi recebida pelo Presidente da República Michel Temer. Os pastores Marcos Pereira de Andrade, vice-presidente e José Maurício Pereira, 2º Secretário, acompanharam o presidente nesse ato.

Além da pauta que tratava da liberdade religiosa, os representantes religiosos reafirmaram o compromisso contra a corrupção no Brasil, a favor da ética na esfera pública e da defesa irrestrita das liberdades civis fundamentais, principalmente na liberdade religiosa. O presidente da IPRB reivindicou aos representantes da bancada evangélica de deputados um trabalho junto ao Ministério da Educação, quanto à aprovação da introdução da “ideologia de gêneros” nas escolas públicas, o que seria uma afronta à educação das crianças brasileiras.       

Segundo o presidente da IPRB, o Presidente Michel Temer ficou comovido pela atitude das autoridades religiosas do Brasil, como uma manifestação de preocupação a favor do Brasil, no sentido de que a presidência da nossa nação tenha a bênção de Deus. O presidente da República disse que esse momento é “um exemplo do processo de reunificação do país, que é uma das missões de sua gestão na presidência”.   

 

Secretaria Central da IPRB

Mais informações:

http://www.ielb.org.br/noticias/presidente+temer+recebe+comitiva+da+anajure+cod+3434--


 

 


Pr. Advanir Alves Ferreira
Presidente da IPRB


Naturalmente o leitor já tenha ouvido esta frase: “Aqui, todos precisam falar a mesma língua”. Em palestra, um gerente de uma rede de lojas diz aos seus funcionários: “Precisamos ser unidos, não podemos ficar dispersos, temos de focar o mesmo alvo, se é que queremos alcançar nossas metas financeiras, conquistar novos clientes e continuar sendo a maior rede de lojas do Brasil”.

 Falar a mesma língua precisa ser a marca de nossa identificação, pois esse é o imperativo de sucesso de qualquer grupo que tenha um fim proposto. Seja na família, na escola, no futebol, na empresa, na igreja, no trabalho, em qualquer repartição ou segmento há sempre a necessidade de se viver o espírito de luta, munido pela união de um mesmo parecer e disposição mental. Contudo, ninguém discordaria de que não é nada fácil exercitar essa “ginástica”, ainda mais dentro do contexto eclesiástico-ministerial.

         O apóstolo Paulo, ao se dirigir à igreja de Corinto com um discurso de urgência sobre a necessidade da unidade na administração e projetos da igreja, deixa evidente que havia entre os crentes dificuldade de se falar uma mesma língua.
                                          
Continuar a leitura


No dia 21 de maio houve o lançamento do departamento "Jovens em Missão", medida considerada significativa para a Missão, pelos resultados esperados.
Ver fotos e textos 

Para saber mais sobre a IPRB:   "Quem somos"   ou  "História da IPRB"