Pastores
A  B C D
E  F G H
I  J K L
M N O P
Q R S T
U V W X
   Y Z  
 
Biografias
de pastores
A  B C D
E  F G H
I  J K L
M N O P
Q R S T
U V W X
   Y Z  

 Agenda
 Renovada

 Secretaria
 Central
 

 Álbum
 de fotos
   

 Jr. Aleluia
 Mispa
 

 Presbitérios
 Seminários
 

 Inicial
 do site
 

Novidades
no site
 

                                                                       
 

Ata para Assembleia Ordinária
da Igreja Local

Entre colchetes constam orientações
 sobre o que deve ser observado ou inserido pelo secretário.

 

 
 

 

Ata número oito: [citar o número da ata por extenso] Assembleia Ordinária.  Aos dez dias do mês de janeiro do ano de dois mil e doze, às vinte horas, no templo da Igreja Presbiteriana Renovada de [citar o nome da cidade], situado na Rua [endereço completo: número, bairro, cidade, Estado e, inclusive, CEP], reúne-se, em Assembleia Ordinária, conforme o Artigo 34, do Regimento Interno da IPRB, a Igreja Presbiteriana Renovada desta cidade, sob a presidência do pastor [nome e sobrenome], para proceder ao que determina o artigo supracitado. Feita a chamada, havendo “quorum” de metade mais um [citar se a reunião está sendo feita com metade mais, ou com um terço – ver Artigo 37], o presidente declara instalada a Assembleia e abertos os trabalhos. Após alguns cânticos pelo Grupo de Louvor, uma oração feita por [citar o nome completo de quem orou] e a leitura do texto de [citar o livro, capítulo e versículos], são feitas algumas considerações sobre o artigo 34. Em seguida, passa-se a ordem dos trabalhos: Primeiro) Apresentação do relatório da tesouraria: o tesoureiro da igreja [nome completo] apresenta o balancete financeiro referente ao ano em curso com as seguintes cifras: saldo do ano anterior: R$ 5.000,00 (cinco mil reais); entradas do ano em curso: R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais); total das receitas: R$ 55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais): despesas em geral: R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais); saldo que passa para o próximo ano: R$ 10.000,00 (dez mil reais); Segundo) Comissão de Exame de Contas: o relator [nome completo] apresenta o relatório, assinado pelos membros da comissão, que comprova a lisura do trabalho do tesoureiro; verificou-se que as contas, os documentos e os balancetes mensais estão em ordem. A Comissão é de parecer que o movimento financeiro examinado seja aprovado. Em seguida, o presidente da Assembleia submete à apreciação da Casa, tanto o relatório do tesoureiro como o da Comissão, os quais são aprovados, por unanimidade [se for este o caso]. O presidente agradece ao tesoureiro e aos membros da Comissão pelo serviço prestado e ora agradecendo a Deus pelo trabalho desses irmãos. Terceiro) Nomeação da Comissão de Exame de Contas para o próximo ano: a Assembleia delega poderes ao Conselho para nomear, para o biênio [citar os anos], a Comissão de Exame de Contas, conforme o parágrafo único, do Artigo 34 [o Conselho poderá apresentar os nomes à Assembleia]; Quarto) Eleição do tesoureiro: cumprindo o que preceitua alínea b, do Artigo 34, passa-se a eleição do tesoureiro para o biênio [citar os anos]. Dadas as orientações necessárias, distribuídas e recolhidas as cédulas, é eleito [ou reeleito, se for o caso], entre os candidatos apresentados pelo Conselho, o presbítero [ou o irmão] [nome completo], casado, brasileiro, residente e domiciliado nesta cidade, RG nº, e CPF nº, com [citar a quantidade de votos e em qual escrutínio]; Quinto) O presidente da Assembleia para a direção dos trabalhos ao vice-presidente do Conselho e pede a palavra para a apresentação do relatório eclesiástico. O pastor [nome completo] lê o relatório de suas atividades deste ano, conforme o Artigo 34, II. Primeiramente, agradece a Deus e à igreja por tudo que fora feito. Depois, presta informações sobre as atividades de: visitação, viagens, trabalhos que a igreja realizou no ano, etc. Em seguida, informa sobre o rol de membros da igreja: recebidos 150 (cento e cinquenta) membros, sendo 100 (cem), por batismo, 10 (dez), por transferência, 10 (dez), por jurisdição e 30 (trinta), por reconciliação; foram desligados 40 (quarenta) membros, sendo 5 (cinco), por exclusão, 10 (dez) por abandono, 10 (dez), por falecimento e 15 (quinze), por transferência. Membros em dezembro de 2011:300 (trezentos); membros recebidos durante o ano: 150 (cento e cinquenta); membros desligados: 40 (quarenta). Total de membros que passa para o ano 2007: 410 (quatrocentos e dez) membros. Não havendo nada mais a tratar-se, em um clima de muita alegria e louvores a Deus, às vinte e uma horas e trinta minutos,[indicar hora e minutos] encerram-se todos os trabalhos com uma oração por [nome completo]. Em seguida, o pastor presidente impetra a bênção apostólica. Eu, secretário do Conselho, presbítero [nome completo], lavrei a presente ata, que, a seguir, foi lida e aprovada pela Assembleia, e vai assinada por mim e pelo presidente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                               
Orientações

 

1ª) A Assembleia Ordinária poderá ser realizada no dia 31 de dezembro, ou no primeiro domingo do ano-novo.                  

2ª) O secretário poderá registrar todos os dados do balancete apresentado pelo tesoureiro. Isso servirá como documento.

3ª) Caso a Comissão de Exame de Contas constate alguma irregularidade no trabalho da tesouraria, o secretário deverá registrá-la, inclusive se a Assembleia tomar alguma decisão.

4ª) O Conselho poderá apresentar à Assembleia os nomes dos membros que comporão a Comissão de Exame de Contas para aprovação da Assembleia.

5ª) O Conselho poderá apresentar à Assembleia, para concorrer a eleição de tesoureiro 3 nomes, inclusive o nome do tesoureiro atual. A Assembleia poderá delegar poderes ao Conselho, a fim de nomear o tesoureiro, Artigo 34, II, b.

6ª) A diretoria da EBD e das sociedades internas da igreja poderão apresentar seus relatórios nessa Assembleia.

7ª) A ordem dos trabalhos sugerida neste modelo de ata poderá ter outra estrutura, mas desde que seja cumprido o que preceitua o Artigo 34.

8ª) O número das atas deve seguir uma sequência, ou seja, ata de nº 1, 2 3, 4, e assim por diante, ainda que seja outro ano ou outro livro. Isso facilitará o trabalho do secretário.  

9ª) Começar um assunto logo após o outro, na mesma linha. Não deixar linhas em branco.

10ª) O relatório eclesiástico (pastoral) poderá ser lido pelo secretário do Conselho ou pela secretaria da igreja, uma vez que o pastor é o presidente da Assembleia.

 

  

Secretaria Central da IPRB

Pr. Émerson Garcia Dutra
secretaria@iprb.org.br

 

Página atualizada em 16/08/2011